domingo, 30 de abril de 2017

O FUTEBOL DA NOSSA TERRA - Resultados da jornada e classificação geral.



                                UDL atacou mas não marcou.

AF Viana do Castelo
Campeonato distrital de 1ª divisão
26ª jornada
Estádio 15 de Agosto
Tempo: vento frio e alguma chuva
Assistência razoável
2017.04.30 

                                  Jogo muito disputado
               
             ABORTADO ASSALTO do UD LANHESES AO 1ºLUGAR.
             

     UD LANHESES, 0 - Vitorino de Piães, 1
                                      (ao intervalo: 0-1)
                                            .............

                       - UD LANHESES COM JORNADA MÁ DE MAIS, POR CULPA DO PIÃES. TRÊS PONTOS PERDIDOS EM CASA CUSTAM O SEGUNDO LUGAR E A APROXIMAÇÃO AO 1º A UM PONTO DO LÍDER, DERROTADO NA CORRELHÃ.
              - Lance polémico aos 65' resulta na expulsão de Rocha e o jogo "pegou" fogo. 






             - ATLÉTICO DOS ARCOS NÃO MORREU NA BOA MORTE, MAS FICOU PRESO A ELA POR (APENAS) UM PONTO AO TER LÁ DEIXADO TRÊS DE UMA VEZ.

             - EM CAMPOS NÃO HOUVE NEVES MAS GOLOS QUE BASTASSE.

             - VIANENSE APANHA DOS GRANDES E VINGA-SE NOS PEQUENOS.


             - CERVEIRA ARRASA O CASTELO COM UM ÚNICO PETARDO.

             - VILA FRIA GOSTA POUCO DE TRUTAS E COMEU APENAS UMA.

             - MONÇÃO DÁ UM C(H)AFÉ E POUPA ALVARINHO.


 As equipas alinharam:

UDLanheses: Rocha, Faizão, Peixe, Thomaz, aos 67' Diogo, Víctor Sousa, Guti, aos 71' Leo, Ribeirinho, na 2ª parte Hugo Almeida, Faneca, Dani, Kitos e Pedrinha. Suplentes não utilizados: César, Ruizinho, Guillaume e Hugo.
Treinador: Miguel Kitos

V. Piães: Tiago, Miguel, aos 88' Neita, Lopes, Boucinha, Viana, Paula, aos 85' Víctor, Tiago Fernandes, Luís Filipe, Filipe, aos 40' Rebimba, Pecas e Lima.
Suplentes não utilizados: Neita e Barbosa.

Árbitros: Pedro Sobral, João Rodrigues e José Rodrigues.

GOLOS: 0-1 aos 15' por Boucinha, na sequência de canto, com a bola a sobrevoar a zona do guarda redes e a chegar ao marcador a concluir a jogada sem oposição.




SÍNTESE DO JOGO:


          Sabendo-se que em futebol o resultado de um jogo contém em si um considerável grau de imprevisibilidade, a maior parte das vezes o triunfo acaba por pertencer aqueles que, jogando no seu reduto e face aos êxitos antes conseguidos e do lugar que ocupam na tabela  classificativa, serão considerados "favoritos". Esta ilação poderia aplicar-se ao confronto entre o UD Lanheses e o Vitorino de Piães. 
         
         A realidade da partida, contudo, haveria de confirmar as exceções à regra no jogo que aconteceu no renovado 15 de Agosto, pois que, contra as expetativas dos seus adeptos e a  equipa técnica, o UD Lanheses viu contrariados os seus prognósticos ao não conseguir uma vitória que parecia estar dentro das suas atuais capacidades e, principalmente, das suas aspirações.



           Aconteceu, porém, que a equipa do concelho de Ponte de Lima, cedo deu indicações de que não vinha disposta a facilitar a vida aos lanhesenses, entrando na partida com extrema aplicação, agressividade na luta pela bola, rapidez de execução e excelente organização coletiva e bons valores individuais. Os jogadores locais denunciavam algum incómodo com a pressão dos adversários e mostravam dificuldade em ligar as suas jogadas e a assumir o comando da operações, sendo raras e sem grande perigo as vezes que chegou à área  contrária, com ressalva das situações resultantes de pontapés de canto. A desvantagem no marcador com apenas 15' de jogo  decorridos e a ventania que se fazia sentir não ajudavam na melhoria necessária para travar o bom futebol dos forasteiros.

                      Na sequência da jogada, o golo dos visitantes

               O panorama viria a agravar-se aos 65' quando o guarda redes local, Rocha, cortou um lance com a mão fora da área punido com cartão vermelho e consequente expulsão. A decisão de Pedro Sobral gerou uma revolta geral no banco dos locais e nos adeptos afetos ao UDL, porque terá sido precedido de uma falta não assinalada a um jogador do Piães, cometida sobre um defesa da casa de que resultou este perder uma bota, prosseguindo o lance com ele a recompor o equipamento, perante a passividade do auxiliar do lado da bancada central, João Rodrigues, que não sinalizou a ocorrência permitindo que o jogo prosseguisse. Gerou-se na bancada um onda de protestos quando o treinador do Piães, ao que julgo em situação de cumprimento de castigo porque a equipa forasteira estava a ser orientada do banco por um presumível substituto, veio despejar gasolina na confusão ao dirigir-se ao local onde decorriam substituições invetivar o juiz de linha e atletas que estavam perto.  


        O incidente agravou as condições para a recuperação do resultado por parte da equipa do UD Lanheses, dada a flagrante desorientação que se seguiu durante algum tempo por parte do árbitro e, também, na equipa técnica e suplentes da formação da casa, enervados com a atitude do juiz de linha, o que originou alguma anarquia na prestação da equipa e afetou a reação à desvantagem, ganhando protagonismo o guarda redes substituto,  Diogo,  ao travar alguns lances com defesas muito difíceis a salvar o Lanheses de maior prejuízo.

   

      O Vitorino de Piães apresentou no 15 de Agosto como uma das melhores equipas que neste campeonato passaram por Lanheses. Surpreende que a jogar deste modo não andem nos lugares cimeiros. Fizeram jus à vitória porque provarem ter um excelente conjunto capaz de vencer em qualquer campo sem necessidade de recorrer ao anti jogo, antidesportivo e anti-futebol, ao provocarem a interrução da partida por mais de um dezena (!!) de vezes por simulação de lesões.
  
                        Aqui não terá havido simulação de lesão porque o atleta foi substituído.

      A arbitragem de Pedro Sobral decorreu com absoluta normalidade até ao momento da expulsão do guardião local. A partir desse momento e por um período alargado de minutos, as suas decisões mostraram a perturbação que o lance lhe causou, acabando a tentar equilibrar o prejuízo causado à equipa da casa expulsando aos 78' Rebimba, que entrara na partida aos 40' em substituição de Filipe, lesionado. A sua mobilidade no acompanhamento das jogadas pareceu insuficiente, aparentemente por excesso de peso ou natureza anatómica.

      Com a derrota do Atlético dos Arcos na Correlhã, o UD Lanheses, perdendo nesta jornada, viu escapar a oportunidade de chegar no próximo domingo aos Arcos a apenas um ponto do seu opositor. É a bola.

 Equipa de arbitragem dirigida por Pedro Sobral, com João Rodrigues à sua esquerda, descarrilou após o lance da expulsão do guardião local, Rocha.
                      
                      A contestação após o polémico lance.

               

      




   
 JORNADA 26



Classificação


sábado, 29 de abril de 2017

ANIVERSÁRIO DA CRIAÇÃO DA "VILA NOVA DE LANHEZES".




             O Pelourinho é o símbolo da Vila Nova de Lanheses
   

     NO dia 29 de Abril de 1793, a Rainha D. Maria I elevou Lanheses à categoria de vila concelhia, passando a designar-se Vila Nova de Lanheses. Em 1836, por força da reestruturação administrativa do país, o concelho foi extinto e Lanheses voltou à situação de freguesia.

    Foi há 224 anos. 

Foto: doLethes
Remígio Costa

CONCERTO DA BANDA DA ARMADA | 3 de maio | 21h30 | Praça da República (VIANA DO CASTELO)


CONCERTO DA BANDA DA ARMADA | 3 de maio | 21h30 | Praça da República (VIANA DO CASTELO)


sexta-feira, 28 de abril de 2017

O FUTEBOL DA NOSSA TERRA - Cartaz da atividade para o fim de semana (29 e 30 de abril)


 por: Remígio Costa
                
                           O União Desportiva de Lanheses (UDL) é (definitivamente!) a grande sensação do campeonato da 1ª divisão da AF de Viana do Castelo, na presente época. O segundo lugar que reparte com a experiente equipa de Vila Nova de Cerveira à 26ª jornada da prova atesta a fantástica carreira da equipa treinada por Miguel Kitos, conferindo-lhe o direito a ser considerada a grande revelação do campeonato.

               Vindo de um difícil triunfo obtido no sempre difícil ambiente de Paredes de Coura pela margem mínima (0-1), o sub-líder vai ter como adversário na presente jornada a brava equipa de Vitorino de Piães, 6º da geral com 38 pontos. A equipa do concelho de Ponte de Lima não é "flor que se cheire" seja dentro ou fora do seu habitat. Os Kitos lanhesenses não podem relaxar e terão de aplicar-se para não serem surpreendidos pelos vitorinos, aparentemente nesta fase da prova a revelarem algum desgaste como sugerem os resultados obtidos.

               Quem não vai ter vida fácil nesta jornada será o comandante na Correlhã. Primeiro contra quinto, e na Boa Morte há, de quando em vez, enterros de "caixão à cova". Depois do sofrimento nos Arcos para vencer as "carraças" do Távora na jornada anterior, aos arcuenses não vai ser fácil verem-se livres da praga dos "escaravelhos das batatas",  e evitarem um regresso aos Arcos com a ramagem feita em renda, "à moda da Correlhã". E que bom seria, na margem de cá...

              O maior traquejo nestas andanças da equipa do Neves deverá prevalecer em Campos. Em Castelo do Neiva, que se cuide o Cerveira. Em Monção, bebe-se mais alvarinho (do bom) do que C(h)afé, a não ser depois de uma bela bordalesa de lampreia. Se for além do empate em Arcozelo, o Vianense dará sinal de melhoria de saúde, bastante periclitante. O Valenciano já respira melhor mas os "ares" de Távora nem sempre agrada a todos...que o diga o UD Lanheses, "abafado" duas vezes, cá como lá... Que Vila Fria goste de trutas não sei. Certo, é os Courenses terem cabazes delas e pretendam que outros as comam, mesmo que de cebolada com vinagre.

             Carrega, UDL!
              
 26ª Jornada
Data Hora Visitado
Visitante
30-04-2017 16:00 Monção - Chafé
30-04-2017 16:00 AD Campos - Neves
30-04-2017 16:00 ACR Arcozelo - Vianense
30-04-2017 16:00 Távora - Valenciano
30-04-2017 16:00 Correlhã - Atl. Arcos
30-04-2017 16:00 UD Lanheses - Vitorino Piães
30-04-2017 16:00 Vila Fria - Courense
30-04-2017 16:00 Castelense - Cerveira

FALECIMENTO.

 
          Álvaro Sá Carneiro em 2013


        ÁLVARO DE SÁ CARNEIRO DA ROCHA, também conhecido por Álvaro da Micas, com domicílio na rua da Devesa, desta freguesia, faleceu hoje aos 97 anos de idade. Era, provavelmente, o cidadão mais idoso da nossa comunidade.

        O funeral do nosso estimado conterrâneo está marcado para as 16:00 horas de amanhã, sábado, dia 29 de abril, saindo o corpo em cortejo fúnebre da sua residência no lugar da Devesa para a Igreja paroquial de Lanheses, onde decorrerão as exéquias fúnebres religiosas, findas as quais irá a sepultar no cemitério desta freguesia.

        Ao sobrinho do extinto, Francisco Rocha (Paco da Rocha) e demais família apresento em nome pessoal e dos meus familiares sentidas condolências.
       

quinta-feira, 27 de abril de 2017

FÁBRICA NA ZONA INDUSTRIAL DE LANHESES (Viana do Castelo) PROJETA DOBRAR O ATUAL NÚMERO DE TRABALAHDORES.

     


   

    A edição de hoje do semanário vianense "A Aurora do Lima" dá notícia de que a multinacional francesa Eurostyle Systems instalada no parque empresarial de Lanheses (Viana do Castelo), projeta elevar o número dos seus trabalhadores de sessenta para cento e vinte, e investir oito milhões de euros na ampliação para o dobro das atuais instalações, as quais passarão a ocupar doze mil metros quadrados.

     A Eusostyle Systems produz componentes para automóveis prevendo iniciar a laboração plena a partir de 2018, depois de concluída a segunda fase do aumento cujos trabalhos vão principiar no próximo mês de maio.


Foto: doLethes
Remígio Costa

II FESTIVAL BANDAS DE GAITAS | 30 abril | 21h30 | Praça da República - Viana do Castelo



II FESTIVAL BANDAS DE GAITAS | 30 abril | 21h30 | Praça da República - Viana do Castelo















terça-feira, 25 de abril de 2017

LIBERDADE(S).

INDIVIDUAL


DE PORTUGAL






CAMINHOS: UM POR TODOS



TODOS POR UM.



Foto: doLethes
Remígio Costa

segunda-feira, 24 de abril de 2017

FIGURAS DA NOSSA TERRA - SEGUNDA SONDAGEM doLETHES.



         Entre os que tenho agendados para constarem de futuras SONDAGENS doLETHES, selecionei desta vez seis nomes de cidadãos lanhesenses, os quais, segundo o meu critério de avaliação, desenvolveram ações de relevo em prol da comunidade a que pertenceram em anos passados.

      Intencionalmente, não divulgo dados biográficos acerca da natureza do papel que cada um protagonizou, atribuindo-lhes apenas a qualidade mais marcante que melhor os caracterize enquanto figuras notáveis. Salvo erro de memória, todos foram mutuamente contemporâneos, com ressalva das respetivas idades. Os nomes dos nomeados são aqueles por que eram conhecidos, e tratados, popularmente. A referência temporal da atividade desenvolvida reporta-se aos anos quarenta e seguintes.

      São eles:
                           (Ordem alfabética)

                          - AFONSO FRANCO (Sacristão)
                           - ALMANO CACHADA (Armador artesão)
                           - CLOTILDE BRAGA (Professora)
                           - ABADE FRANCISCO FRAGA (Pároco)
                           - MANUEL ROCHA (Ciclista)
                           - OLÍVIA VALE (Assistente de partos)

       A votação encerrará às 23:59 horas do dia 13 de maio próximo.

       O voto pode ser atribuído a um ou mais dos nomeados, e ser modificado a qualquer momento, por mais de uma vez.

Foto: doLethes
Remígio Costa  

FIZ QUINZE ANINHOS.




FIZ QUINZE ANOS

Fiz quinze anos
Já sou mulherzinha
Vou fazer planos
Decidir sozinha.
Já não sou criança,
Estou crescidinha,
Cortarei a trança
Muito depressinha.
Tirarei os laços
Da cabecinha
Cuidarei dos passos
Para andar certinha.
Desenharei na boca
Límpido sorriso
Para ter de volta
Outro que preciso.
Da minha mãezinha
Amarei colinho
E de manhãzinha
Saboroso beijinho.
Por ora não penso
No amor que se esvai.
Certo e intenso
Quero o do meu pai.
Cuidarei no estudo
Para mais conhecer
Não pelo canudo´
Mas na vida vencer.

Já fiz quinze aninhos,
Não há nova vez,
Mas mil caminhos
Na vida da Inês.

2017.04.19