sábado, 31 de dezembro de 2016

ÚLTIMAS DE 2016. QUAL É A TUA PREFERIDA?

Nº 1 - Rio Lima, maré baixa.



Nº 2 - Ponte (a montante, maré baixa).


Nº 3 - Vista parcial de Lanheses a partir da veiga.

Nº 4- Carvalho gigante ao pé da ponte na veiga de Vila Mou.


Nº 5 - Eucalito gigante ao pé da ponte no começo da veiga de Vila Mou.


Nº 6 - Pescador de lampreias em barco


Nº 7 - Largo Capitão Gaspar de Castro (A)

Nº 8 - Largo Capitão Gaspar de Castro ( B)

      A escolha pode ser feita pela caixa de comentários do doLethes ou na minha página do facebook. Parar quem não desejar comentar basta indicar o número da foto.  A tua participação CONTA.

Fotos: doLethes
Remígio Costa
     

OLHAR SOBRE LANHESES DO ALTO DA TORRE.

                                   Vista para poente.

          Subi os sessenta degraus de escada em caracol da torre da Igreja da freguesia de Lanheses (Viana do Castelo), passei pelo mecanismo enferrujado do velho e inativo relógio de corda movimentado pelo sobe e desce de dois rolos cilíndricos de granito em suspensão e, pelas quatro aberturas do patamar onde estão três sinos ativos, estendo o olhar sobre Lanheses a nascente, ao sul, a poente e ao norte num ângulo de 360º graus.  O vale do Lima, ao fundo, Vila Mou e a serra de Nogueira, o maciço cinzento da Serra d'Arga, São Pedro de Arcos e Fontão,e mais acima, antevê-se Santo Ovídio e imagina-se Ponte de Lima. Casas brancas e telhados alaranjados, batidos pela luz do sol radiante e emergirem entre uma fina neblina levemente transparente.

   No centro da circunferência natural, vive Lanheses.

   Assim, 


                          Da Obra Social ao Centro e ao fundo o vale do Lima.

                                      Idem, ângulo mais próximo.

                                    Lugar do Outeiro, a sul.

                                                Idem.

                                Fontão (Ponte de Lima) ao fundo.

                            Serra d'Arga e lugar da Corredoura, ao fundo.


                              Zona da ampliação do cemitério, em curso.

                            Lugar de Casal Maior e Corredoura, ao fundo.


                            Igreja, Casal Maior e Feira.

                                     Zona do estádio do UD Lanheses


                  Agrupamento Escolar de Arga e Lima. Ao fundo: Devesa e Barreiro



                                       Vale do Lima a jusante de Lanheses

                                  Estádio do UD Lanheses


                                        Lugar do Outeiro, mais perto.

          Capela do Senhor do Cruzeiro e das Necessidades.








 BOM ANO DE 2017, PARA TODOS OS LANHESENSES PRESENTES E AUSENTES. ABRAÇO FRATERENAL AOS AMIGOS DO doLETHES.


  Fotos: doLethes
Remígio Costa
    

sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

JUNTA DA FREGUESIA PROJETA ALARGAMENTO DO CEMITÉRIO.

                  O casal Duarte Gomes e Maria Ofélia Fernandes, ao lado do presidente da Junta de Freguesia Filipe Rocha, que, com Hélio Franco e Cristina Rocha formam o atual executivo da Junta. (Foto de cortesia)


              A Junta de Freguesia de Lanheses (Viana do Castelo) a que preside Filipe Rocha em primeiro mandato, está a iniciar o processo de novo alargamento do cemitério local em parceria com a Câmara Municipal do concelho. A ampliação pretendida e indispensável a curto prazo face à exígua capacidade atual para a criação de novas sepulturas e jazigos, deverá ocupar um terreno de lavradio localizado a norte do cemitério com confrontação a poente com a estrada municipal da Corredoura, de que é proprietário o casal Duarte Gomes e a esposa Maria Ofélia Fernandes, os quais assinaram ontem, quinta feira dia 29 de dezembro na sede da Junta, o correspondente contrato de cedência.  

             A parceria com a edilidade concelhia para a consecução da ampliação do cemitério, que será a terceira desde 1975, é fundamental para o financiamento do projeto que prevê a abertura de um novo acesso pela Rua da Estrada da Igreja (Lanheses-Arcos)  a par da criação de parque de estacionamento automóvel que deverá envolver encargos da ordem de milhares de euros.


  A ampliação será feita a norte dos atuais jazigos com acesso e parque de estacionamento para viaturas na rua da Estrada da Igreja.

Foto: doLethes

CANINHAS "BATIZA" BARCO.



                              CANINHAS com a nova embarcação

   Esta tarde, o popular CANINHAS estreou uma nova embarcação ligeira para navegar no rio Lima, cumprindo o ritual da inauguração com uma singular cerimónia onde não faltou a tradicional garrafa de champanhe de origem francesa, os seus familiares próximos incluindo os netos, e amigos que no momento se encontravam ou passavam no local. Obviamente que a garrafa não foi quebrada na quilha do barco no gesto tradicional e o conteúdo acabou servido aos presentes como brinde da celebração.

   Em modo de teste ao comportamento da lancha, o Caninhas acionou o Honda e alargou-se um pouco além da margem do rio em maré cheia, levando na sua companhia os netos na primeira viagem depois do batismo. 




Fotos: doLethes
Remígio Costa 

quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

PARQUE VERDE PODE VIR A TER CEGONHAS BRANCAS.


      No caso de aprovarem a estrutura esta tarde levantada na parte mais próxima do rio Lima, as cegonhas brancas passarão a ter o seu habita no Parque Verde, em Lanheses, uma vez que o local onde nidificavam há sete anos perto do centro cívico deixou de ter condições para as acolher. Um poste com cerca de dez metros de altura com uma armação metálica no cimo, em zona relativamente próxima do anterior, parece reunir condições para receber um ninho com as dimensões avantajadas que a espécie costuma construir. Mas serão as cegonhas a decidir se querem ou não ocupar a estrutura que lhes é proposta pela Junta de Freguesia, mesmo que sejam escassas outras opções em zona mais urbana. 

     Espera-se que a tentativa louvável seja bem sucedida.


Fotos; doLethes
Remígio Costa 

VELHOS, PRIORIDADE DE ATENDIMENTO MAS NEM TANTO.

 

 A partir de ontem dia 27 entraram em vigor novas regras de prioridade de  atendimento ao público aplicáveis aos serviços da administração do Estado e ao setor privado. Como quase sempre acontece as leis são muitas vezes confusas e imprecisas sobre a forma prática da sua execução e este Decreto-Lei que visa regularizar uma regra de natureza cultural e ética não praticada por toda a sociedade, não escapa a falhas e omissões.
´No que concerne ao atendimento prioritário às "Pessoas idosas" a Lei fixa em 65 anos a idade mínima para ter eficácia. Mas, reitera a seguir que é "Pessoa idosa», a que tenha idade igual ou superior a 65 anos e apresente evidente alteração ou limitação das funções físicas ou mentais, sendo omissa quanto à prova das limitações invocadas para lhe ser concedida a prioridade correspondente, pois nem todas as incapacidades são evidentes "a olho nu" sejam físicas ou mentais. Poderia também levantar-se o caso de um idoso claramente incapacitado estar acompanhado de uma outra pessoa jovem e saudável ter ou não direito a atendimento prioritário.

A mim o que mais expetativa merece é assistir à reação de uma fila de supermercado ou de entrada de uma casa de espetáculo, concerto ou estádio de futebol quando uma velhinha ou velhinho pretender chegar-se à frente. E nem menciono os saldos porque não arrisco estar lá para ver.
  Parte do Decreto-Lei
D
ecreto-Lei no 58/2016, de 29 de Agosto
......
Artigo 1.º

O presente decreto-lei institui a obrigatoriedade de prestar atendimento prioritário às pessoas com deficiência ou incapacidade, pessoas idosas, grávidas e pessoas acompanhadas de crianças de colo,para todas as entidades públicas e privadas que prestem atendimento presencial ao público.
Artigo 2.º
Âmbito de aplicação
1-O disposto no presente decreto-lei aplica-se a todas as pessoas, públicas e privadas, singulares e coletivas que prestem atendimento presencial ao público.
2- Excluem-se do âmbito de aplicação do presente decreto-lei:
a) As entidades prestadoras de cuidados de saúde quando, atendendo à natureza dos serviços prestados designadamente, por estar em causa o direito à proteção da saúde e do acesso à prestação de cuidados de saúde, a ordem do atendimento deva ser fixada em função da avaliação clínica a realizar, impondo-se a obediência a critérios distintos dos previstos no presente decreto-lei;
b) As conservatórias ou outras entidades de registo, quando a alteração da ordem de atendimento coloque em causa a atribuição de um direito subjetivo ou posição de vantagem decorrente da prioridade do registo.
3-O disposto no presente decreto-
ei não se aplica às situações de atendimento presencial ao público realizado através de serviços de marcação prévia.
Artigo 3.º
Dever de prestar atendimento prioritário
1-Todas as pessoas, públicas e privadas, singulares e coletivas, no âmbito do atendimento presencial ao público, devem atender com prioridade sobre as demais pessoas:

a) Pessoas com deficiência ou incapacidade;
b) Pessoas idosas;
c) Grávidas; e
d) Pessoas acompanhadas de crianças de colo.
2-Para os efeitos estabelecidos no presente decreto-lei, entende
-se por:
a) «Pessoa com deficiência ou incapacidade», aquela que, por motivo de perda ou anomalia
, congénita ou adquirida, de funções ou de estruturas do corpo, incluindo as funções psicológicas, apresentem dificuldades específicas suscetíveis de, em conjugação com os fatores do meio, lhe limitar ou dificultar a atividade e a participação em condições de igualdade com as demais pessoas e que possua um grau de incapacidade igual ou superior a 60 % reconhecido em Atestado Multiúsos;
b) «Pessoa idosa», a que tenha idade igual ou superior a 65 anos e apresente evidente alteração ou limitação das funções físicas ou mentais;
c) «Pessoa acompanhada de criança de colo», aquela que se faça acompanhar de criança até aos dois anos de idade.
3
-A pessoa a quem for recusado atendimento prioritário, em violação do disposto nos números anteriores, pode requerer a presença de autoridade policial a fim de remover essa recusa e para que essa autoridade tome nota da ocorrência e a faça chegar à entidade competente para receber a queixa nos termos do artigo 6.º
..............

segunda-feira, 26 de dezembro de 2016

A PREPARAR A SUBIDA DAS LAMPREIAS.

   Falta pouco. De agora a menos de uma semana entra em vigor a autorização legal da safra da lampreia no rio Lima. Barquinhas estão preparadas, os pescadores escolhem os melhores locais do leito para colocarem os ramos presos aos calhaus que os fixam na areia. Como não há dia marcado para a subida até aos locais da desova é de crer que os pescadores do saboroso ciclóstomo as vejam passar há já algum tempo com vontade de lhes poupar o esforço para vencer a corrente. Ah! mas se eles se preocupam com a pesca também há olhos a vigiar a ação ilegal dos ávidos predadores que arriscam "fisgar" à revelia da legalidade.

   Beneficiando da ausência de cheias a água corre calma e límpida, permitindo uma excelente visibilidade para usar o esporão em forma de gancho que prende a lampreia pelo bojo quando ela se prende à pedra a ganhar folgo, antes de retomar a maratona. Se for "ano de lampreia" os apreciadores não deverão queixar-se dos preços, pelo menos depois que os mais impacientes se tenham banqueteado "à tripa forra".

   Contudo, não há pressa. Há meses com a letra "r" até Abril nos quais a qualidade do peixe se mantêm inalterada.

   


Foto: doLethes
Remígio Costa

domingo, 25 de dezembro de 2016

DESFEZ-SE EM BELEZA O DIA DE NATAL DE 2016.




      Desfaleceu aveludado e nostálgico o dia de sol brilhante que foi o Natal de 2016. Raro, imprevisto e calmo como o de início de primavera como os poetas a sonham e adoram louvar, o dia apagou-se em horizontes de cores e fogo. Acendem-se nos presépios as lâmpadas multicores e iluminam-se à luz do neón as figuras à volta recortadas na penumbra da noite. 

     Amanhã o Natal passou, haverá de volta as notícias de Alepo, de aviões que não chegam ao destino, de novo raid odioso da jhiad a fazer de crianças kamikaze, no Mediterrâneo barcos com vidas não chegarão à Vida, começará a contagem para o próximo nascimento do Deus Menino. Guterres falará na ONU, Marcelo vai andar em visita a dar e a pedir selfies, Assunção Cristas baterá a calçada para chegar à porta da Câmara, Costa faz de conta que a geringonça é um Ferrari e é a versão moderna do Fângio, o Sporting a acreditar que Jesus fará o milagre e vai ser campeão,  Passos teimará em...marcar passo à volta da parada a cumprir penas...a a gastar solas.

    Não parece bem falar de horrores num dia que foi tão belo e pacífico. Prendamo-nos à mensagem que as imagens a seguir podem sugerir e, ainda que como em sonho repousado, vamos confiar que o dia, amanhã, será (ainda) melhor. 





Fotos: doLethes
Remígio Costa 

LUMINOSO DOMINGO DE NATAL 2016, 13:00 HORAS (tmg), LANHESES (Viana do Castelo)











Fotos doLethes
Remígio Costa