quarta-feira, 31 de agosto de 2016

O EFERVESCENTE MÊS DE AGOSTO.

          

              Agosto avia as malas e apresta-se para partir para nenhures, os dias fenecem mais breves e o calor amacia o sufoco dos velhos; no escuro da noite limpa de luar brilham mais as estrelas a cintilar, as andorinhas ajuntam-se em bandos pousadas nos arames das vinhas chilreando a acertar horas de cumprir destino, espaceiam os sons longínquos do estralejar das girândolas e o dobrar dos sinos dos campanários voltam a anunciar, melancólicos, as horas, as meias-horas e os quartos de hora do tempo que passou; secam as  flores e a erva dos campos, os pássaros esquecem os ninhos vazios e exercitam voos nas copas das árvores desmaiadas, desliza ronceiro o Lima com mais tempo para sonhar, veraneante de ocasião estão de volta aos afazeres que suspenderam para cumprir aventuras fantasiosas em paraísos adivinhados na leitura das fotografias do markting das agências turísticas,  não se veem já no ninho da rua de Santa Eulália as cegonhas brancas de bico alaranjado.

              Lanheses represtinou a pacatez viciosa da sua mornidão de nove meses para vestir a velha opa cinzenta e voltar a ser Lanheses.



              Cresceu o espaço no Largo Capitão Gaspar de Castro que sente, agora,  a falta do movimento anormal este ano verificado no decorrer do mês a terminar. .É recorrente nesta época a afluência dos lanhesenses que exercem atividade no estrangeiro, com maior destaque para a diáspora francesa e países da (ainda) UE aumentada pelo surto migratório menos duradouro, ao contrário do que foi o dos anos sessenta e seguintes, mais resistente às saudades.  A facilidade de deslocação através das vias rodoviárias, a agilidade no uso e os baixos custos dos transportes em avião, a comodidade e a segurança no recurso aos automóveis , a ausência (por ora...) de atos terroristas que os estrangeiros sentem atualmente em Portugal e a perspetiva de tempo estável e recheado de sol e calor neste verão, boa comida com custos de IVA reduzido e acolhimento simpático do povo português, contribuíram para um substancial aumento do afluxo de pessoas em férias que alterou radicalmente a quietude do quotidiano de Lanheses. E, para nós habitantes radicados na nossa freguesia, foi lindo de ver e saudar amigos e conhecidos, ouvir acaloradas altercações acerca de renhidos  campeonatos de petanca, constatar que famílias inteiras estavam de visita à terra dos pais e mesmo dos avós porque são já várias as gerações passadas e são agora os mais jovens quem os acompanha, ouvir conversas em língua estrangeira genuína ou assimilada , de ver repletas as mesas das esplanadas das pastelarias e demais comércio, os atos religiosos procurados, em convívio no campo de futebol, nem a espera junto dos balcões de atendimento e das filas das caixas de ATM ou a falta de espaço para estacionar, beliscaram a paciência e a exigida temperança dos residentes fixos no apreço que demos e no gosto com que convivemos este (demasiado) curto período em comunidade.

               E, depois do Milheiral (no próximo fim de semana) e das Feiras Novas em Ponte de Lima (a seguir), tudo em Lanheses regressará ao trivial. Até ao regresso do verão.



Fotos: doLethes
Remígio Costa       

terça-feira, 30 de agosto de 2016

31 AGOSTO | 22h00 | GALA DO CORAÇÃO ABERTO AO MUNDO



31 AGOSTO | 22h00 | GALA DO CORAÇÃO ABERTO AO MUNDO





31AGOSTO [quarta-feira]

GALA DO CORAÇÃO ABERTO AO MUNDO



22h00
Centro Cultural de Viana do Castelo






BILHETES CADEIRA/BANCADA - 2,00€
Venda de bilhetes no Centro Cultural de Viana do Castelo antes do início do espetáculo.






domingo, 28 de agosto de 2016

FERNANDO PESSOA, O MEU OLHAR.

 

O MEU OLHAR
    O meu olhar é nítido como um girassol.
    Tenho o costume de andar pelas estradas
    Olhando para a direita e para a esquerda,
    E de vez em quando olhando para trás...
    E o que vejo a cada momento
    É aquilo que nunca antes eu tinha visto,
    E eu sei dar por isso muito bem...
    Sei ter o pasmo essencial
    Que tem uma criança se, ao nascer,
    Reparasse que nascera deveras...
    Sinto-me nascido a cada momento
    Para a eterna novidade do Mundo...
    Creio no mundo como num malmequer,
    Porque o vejo. Mas não penso nele
    Porque pensar é não compreender...

    O Mundo não se fez para pensarmos nele
    (Pensar é estar doente dos olhos)
    Mas para olharmos para ele e estarmos de acordo...

    Eu não tenho filosofia; tenho sentidos...
    Se falo na Natureza não é porque saiba o que ela é,
    Mas porque a amo, e amo-a por isso
    Porque quem ama nunca sabe o que ama
    Nem sabe por que ama, nem o que é amar...

    Amar é a eterna inocência,
    E a única inocência não pensar... 


    Alberto Caeiro, em "O Guardador de Rebanhos", 8-3-1914
    (wikipédia) 

quinta-feira, 25 de agosto de 2016

FESTA DO MILHEIRAL 2016 - PROGRAMA DO EVENTO.



                                DOIS DIAS E DUAS NOITES de Festa no Milheiral 2016, aqui, em LANHESES, concelho e distrito de Viana do Castelo. Depois d'Agonia, o melhor bálsamo para recuperar da folia sem pausa na alegria. Pode vir acompanhado porque o espaço é desafogado, tanto para criaturas como para viaturas. No dia 3 de Setembro, sábado, abre o BAR pelas 19:00 horas. Tempo para uns petiscos e um "bate papo" antes do concerto da escola de música amadeus a partir das 21:30 horas. DJ's Miguel às 22:30, Ruca às 22:30 e Sérgio para encerrar pelas 00:30 horas. 
                       
                                 NO DIA 4, DOMINGO, às 12:00 horas abre o Milheiral o piquenicão, antes da animação da tarde para os mais jovens e dos mini passeios no Lima no barco água arriba "LANHEZES"; os fregueses e os amigos vindos de qualquer parte para participar e conviver (ou simplesmente estar), podem escolher o evento que mais os motive e a hora em que vão decorrer  na zona do Parque Verde, de entre as opções aliciantes mencionadas na estendida lista a seguir divulgada. Faça um clic com o rato sobre o cartaz se precisar de aumentar para melhor ler. Então, a saber:


                            E DIVIRTA-SE. Aproveite o verão enquanto o calor dilata os corpos. Carpe diem antes de chegar o frio do inverno que encurta os dias e enrruga a derme.















Largo da Música - Festival 4x4 - Viana do Castelo


4 fins-de-semana, 4 bandas por fim-de-semana, 4 locais nobres da cidade de Viana




;Concertos dias 26 e 27 de Agosto  2016- Local: Largo Maestro José Pedro

Dia 26 de agosto
22h30 - Dysfunktional (Viana do Castelo)
23h30 - Plax Vaz & os Kriol'Art (Porto/Cabo Verde)

Dia 27
de agosto
22h30 - Malaboos (Ponte da Barca / Viana do Castelo)
23h30 - O Incrível Homem Bomba (Porto)


Concertos dias 9 e 10 de setembro - Local: Largo Amadeu Costa
Dia 9 de setembro
22h30 - Sulfur Giant (Caminha)
23h30 - The Wild Booze (Guimarães)

Dia 10 de setembro

22h30 - The Dead Academy (Viana do Castelo)
23h30 - Ghosts of Port Royal (Porto)

Concertos dias 30 de setembro e 1 de outubro 2016 - Local: Praça 1º Maio
Dia 30 de setembro
22h30 – Our New Lie
(Matosinhos)
23h30 - Rated With An X (Maia)

Dia 1 de outubro
22h30 - The Blind Nation (Viana do Castelo)
23h30 - Plaza (Vila do Conde)

Concertos dias 14 e 15 de outubro 2016 - Local: Largo de São Domingos
Dia 14 de outubro
22h30 - Grainy Detours (Porto)
23h30 - Palace Mémoire (Valongo)

Dia 15 de outubro
22h30 - Desligado
(Penafiel)
23h30 - Olavo Lüpia (Vila das Aves)


quarta-feira, 24 de agosto de 2016

FESTA NO MILHEIRAL/CONVITE | 3 e 4 setembro 2016, EM LANHESES (Viana do Castelo)

           Com previsão de tempo favorável à data da realização, volta ao Parque Verde de Lanheses (Viana do Castelo) a edição da FESTA DO MILHEIRAL de 2016, um evento de características populares que costuma juntar no aprazível local da margem direita do Lima em são e fraterno convívio uma parte considerável da comunidade lanhesense e visitantes de outras proveniências, com vista a fruirem de momentos de lazer e animação. Não tendo até este momento conhecimento detalhado do programa previsto para a Festa que decorre nos dias 3 e 4 de Setembro próximo, divulgo o cartaz genérico que acabo de receber e está exposto desde há já algum no placard da Junta de Freguesia do Largo Capitão Gaspar de Castro bem como em locais mais frequentados do comércio e serviços locais.

terça-feira, 23 de agosto de 2016

FESTIVAL VIANA BATE FORTE | 16 e 17 de setembro 2016 | Viana do Castelo


FESTIVAL VIANA BATE FORTE | 16 e 17 de setembro 2016 | Viana do Castelo


Exposição Antológica de Pintomeira | 3 de setembro | 11h00

  Exposição Antológica de Pintomeira | 3 de setembro | 11h00


Largo da Música - Festival 4x4 - Viana do Castelo


 Largo da Música - Festival 4x4 - Viana do Castelo



sábado, 20 de agosto de 2016

MAR DE GENTE ENCHE VIANA.

                                                        GIGANTONES

                                Viana, nestes dias de festa, transfigura-se. O espaço pedonal é agora mais acanhado, a Praça e as ruas do mapa turístico da cidade são nesta fase atípica da vida quotidiana mais estreitas e compridas, preenchidas que estão por uma amalgama humana em movimento ou, por alguns momentos, postada a registar virtualmente um atrativo inesperado, uma fachada ou monumento histórico, em frente a um museu a visitar, a ouvir uma banda no palanque, a aguardar uma mesa vaga numa esplanada ou restaurante ou prosseguindo em busca de um objetivo de entre os muitos eventos que o programa da Romaria d'Agonia tem para oferecer.

            Na Praça já havia lugares tomados na sombra dos passeios e nas escadas do chafariz perto dos antigos Paços do Concelho e da Igreja da Misericórdia,  cerca de duas horas antes de principiar o desfile dos bombos e dos gigantones e cabeçudos. Na varanda do Viana Taurino Club, também, como aqui ou ali numa janela asseada por uma colcha e uma cara bonita curiosa a observar.  No coreto tocava temas populares a Banda, os ouvintes aplaudiam no fim de cada peça, agradados, grupos passavam expressando-se em línguas estrangeiras podendo ter ou não passaporte , acima e abaixo, entre os cachos de balões e a indiferença do bronze de Caramuru e dona Catarina Ipaguaçú (que fazemos nós aqui!?) sua fiel e paciente companheira. Com o aproximar da sombra do relógio de sol da esquina de fachada da Misericórdia das doze horas, aprestam-se os figurantes para o início do vibrante e castiço espetáculo com o ribombar dos bombos, os pitorescos movimentos dos cabeçudos e o esboço desajeitado de passos de dança dos eretos gigantones, numa coreografia grotesca mas divertida para manter até às 13:00 horas.

            Eu gosto!
            
            O que hoje me levou "à minha cidade". 

            DA AVENIDA DOS COMBATENTES, PASSANDO PELA RIBEIRA, ATRAVESSAR O LARGO DE SÃO DOMINGOS PARA CHEGAR À PRAÇA DA REPÚBLICA. 

                      Avenida dos Combatentes da Grande Guerra, a partir do rio Lima

              Quem vem a Viana e não visita o navio museu Gil Eannes haverá que voltar um dia para reparar o "pecado".


                          OS TAPETES DA RIBEIRA
 





LARGO DE SÃO DOMINGOS E RUA MANUEL ESPREGUEIRA




           
          Se há "jesuítas" que levam ao céu não há "capela" tão bela para os conhecer e saborear. Até as portas são azuis




    Honra ao mérito! Justíssimo destaque.


 AQUI É A PRAÇA DA  REPÚBLICA (Se há deputados, andam disfarçados...)








              O Meira T. "não morre na cadeia". Quem tem amigos, arranja tribuna acima dos plebeus...como "eus".

VENHAM DE LÁ OS CABEÇUDOS E OS GIGANTONES E MILHARES DE MIRONES.

































QUEM TOMOU CONHECIMENTO DESTA QUADRA QUE SUBMETI (PELA 3ª VEZ, COM RETIFICAÇÕES) AO CONCURSO DE "A AURORA DO LIMA" ENTENDERÁ, AGORA, A RAZÃO DA MINHA TEIMOSIA.
 

  
ex-libris vianense (entre outros)



Não há igual em Portugal!!! Romaria é a d'Agonia e o resto é fantasia.

Fotos: doLethes
Remígio Costa