sábado, 30 de novembro de 2013

O FUTEBOL DA NOSSA TERRA. Cartaz da Actividade para o fim de semana.


sexta-feira, 29 de novembro de 2013

FALECIMENTO (a editar)

 



O Zé Esteves vivia sozinho e o seu falecimento poderá ter ocorrido anteriormente à descoberta do corpo.




quarta-feira, 27 de novembro de 2013

MAY WAY - ANDRÉ RIEU EM NEW YORK COM O SEU VIOLINO.

O FUTEBOL DA NOSSA TERRA - Taça da AF Viana do Castelo.





1/8 Final da Taça da AFVC
Domingo, 24 de Novembro de 2013, 14.30h
Estádio Municipal Morber – Caminha


Atl. Cl. Caminha 0 * U.D. LANHESES 1


UDL:              
Rocha, Hugo, Peixe, Tiago, Jorginho, Bruno Fernandes, Pedro Leite, Faisão, Fábio Costa, Caldas, Lomba
Suplentes: Romão, Tiago Castro, Bruno Amorim, Fábio Ribeiro, Pedro, Pedrinha, Filipe Amorim

Golo: Caldas 53’’

Substituições:
Fábio Costa por Fábio Ribeiro – 70’’
Caldas por Pedrinha – 78’’
Faisão por Bruno Amorim – 82’’

(Gentileza de MO)

domingo, 24 de novembro de 2013

FALECIMENTO.

                         


                              MARIA RODRIGUES LIMA, de 67 anos de idadeviúva, com domicílio no Lugar da Rocha desta freguesia faleceu hoje, domingo, 24 de Novembro, por motivo de doença.

                        O funeral desta nossa conterrânea e minha familiar por afinidade vai realizar-se amanhã, segunda-feira, dia 25, pelas 15 horas, saindo o féretro da residência acima referida do nº 906 da Rua da Estrada Central para a Igreja Paroquial onde decorrerão as exéquias fúnebres, findas as quais irá a sepultar no cemitério desta freguesia.

sábado, 23 de novembro de 2013

VELHOS OFÍCIOS EM TEMPOS NOVOS.

                  Já não há quem conserte um guarda-chuva, tape os buracos a um tacho com um pingo de chumbo ou coloque "gatos" para juntar os pedaços de um alguidar de barro vermelho quebrado ou peça de louça ou jarra de estimação, como era corrente em épocas não muito afastadas da que vivemos. A evolução da sociedade determinou novos hábitos e costumes na satisfação das necessidades correntes da vida prática das pessoas e o recurso a artesãos para reaproveitamento de alguns bens e serviços diminuiu, ou mesmo caiu em desuso, em razão da abundância da oferta e facilidade de acesso ao consumo. Usar e deitar fora e substituir um bem por outro mais atraente e cómodo foi, é, uma consequência do progressivo desaparecimento de algumas actividades que sobreviveram ao longo de séculos.



O Alfredo Arouca sucedeu ao seu pai no ofício de picheleiro e continua a ser a sua ocupação desde a infância. Ainda é muito procurado para o conserto de aparelhos usados na lavoura e reparação de canalizações.

                  Há anos que não se ouve nos lugares da nossa freguesia o característico som do pífaro do guarda-soleiro com o alforge onde trazia os instrumentos da profissão, -o alicate, a sovela de ponta curta e aguçada para perfurar, os "agrafos" ou "gatos" e unir as partes e o betume para os melhor segurar e disfarçar o arranjo, o pregão do amolador de facas e navalhas conduzindo a típica  banca de trabalho de uma única roda alta com a pequena de esmeril onde as lâminas despediam faíscas para apurar o fio, movida por uma correia ligada à roda maior e accionada ao pedal pelo amolador, do "homem do saco" que comprava farrapos e enchia de medo a criançada quando o viam ou os pais os ameaçavam de serem levados por ele se não se comportassem bem. Já não é fácil encontrar nestes tempos um picheleiro, um sapateiro, uma bordadeira-rendeira, uma costureira, ou, até um engraxador a quem se outrora se recorria para solucionar pequenos arranjos ou recuperar utensílios de uso doméstico ou pessoal.

A uma costureira de pequenos arranjos de roupas e serviços afins da Rua da Estrada da Igreja recorrem cada vez mais fregueses  interessados nestes serviços.




                  Apesar da raridade ser cada vez mais acentuada, há ainda quem permaneça fiel à profissão ou ofício que aprendeu em criança e recebeu como herança do seu progenitor, como é o caso do Alfredo Arouca (Janota) que assegura diariamente há muitos anos a abertura do seu estabelecimento de picheleiro no Largo Capitão Gaspar de Castro, de um sapateiro com banca doméstica no Outeiro, ou, tenha sido recuperada a de costureira numa loja de arranjos recentemente aberta no início da Rua da Estrada da Igreja. Resiste, também, embora já numa fase de esvaziamento de actividade, a fotografia "a lá minuta" do Zé Esteves, "o retratista"  mais antigo do Minho e quiçá de Portugal.



O Zé Retratista já não atende clientes em casa mas ainda frequenta algumas romarias onde tira fotografias "a la minuta" a preto e branco com a máquina de fole na barraca às riscas azuis e brancas, onde coloca uma tela de fundo com uma paisagem.


                 Nesta incursão pelo passado recente (cinco ou seis décadas é uma medida escassa na História da comunidade), outras figuras ou artes poderiam ser evocadas. Reavivo estas, recorrendo ás memórias do tempo em que nelas participei presencialmente, num exercício quase coloquial com as figuras aqui evocadas.

A seguir:

                        Um vídeo onde se vê um amolador a trabalhar usando um mecanismo já actualizado. Em baixo, um modelo mais aproximado da típica roda mais antiga.

sexta-feira, 22 de novembro de 2013

"ISTO" DIZ RESPEITO A TODOS OS ESPOLIADOS! O ESTADO SOMOS NÓS!

             Mantendo o hábito de muitos anos gosto de folhear  o Jornal de Notícias (JN) logo no início da manhã à mesa do café enquanto tomo a primeira chávena do dia. É uma leitura rápida condicionada pelos títulos para mim mais sugestivos deixando, se o ócio o comportar, para depois uma nova e mais concentrada atenção pelos conteúdos "menores". Este procedimento tem uma virtude e um inconveniente: alivia a impaciência da espera de outro leitor interessado no único periódico disponível mas é causa de deixar passar algumas pequenas caixas menos destacadas.

             Quando me preparava para deixar para trás a página 30 do JN, da edição N de hoje, o meu olhar caiu sobre o título de um pequeno texto que não resisti a partilhar com os seguidores do blogue, manifestando-me absolutamente desmoralizado e sem a mínima vontade de formular qualquer juízo sobre o assunto tratado na notícia.

            Cada um que tire as ilações que a sua consciência e dever cívico lhe ditarem.


quinta-feira, 21 de novembro de 2013

FALECIMENTO.

               



                  MARIA PIEDOSA DA COSTA PEREIRA, solteira, de 84 anos de idade, desta freguesia, faleceu ontem dia 20 de Novembro por motivo de doença.

                 O funeral daquela nossa conterrânea está marcado para o dia de hoje, quinta-feira, dia 21, pelas 15:30 horas, saindo o féretro em cortejo fúnebre da capela mortuária de Nossa Senhora da Esperança para a Igreja Paroquial de Lanheses, onde serão realizadas as cerimónias fúnebres, findas as quais irá a enterrar no cemitério desta freguesia.

                 À família da extinta apresento em meu nome pessoal e da minha família as minhas condolências.

quarta-feira, 20 de novembro de 2013

O FUTEBOL DA NOSSA TERRA - Cartaz da Actividade Desportiva.

Os jogos do próximo fim de semana na categoria de séniores respeitam à Taça Associação de Futebol de Viana do Castelo



segunda-feira, 18 de novembro de 2013

ELEIÇÕES PARA O CONSELHO DISTRITAL DA ORDEM DOS MÉDICOS

PUBLICITAÇÃO SOLICITADA.


Nova Sede Distrital da Ordem dos Médicos, no Largo da Misericórdia, em Viana do Castelo.


‘ UNIR PARA AGIR ‘  MOBILIZA MÉDICOS
COM ELEIÇÕES DOS ÓRGÃOS DISTRITAIS
Dr. Nelson Rodrigues, recandidato à Presidência.
"Pelo menos há 10 anos que isso não acontecia. O actual Bastonário da Ordem dos Médicos, o presidente da Secção Regional do Norte e o presidente do Conselho Distrital de Viana do Castelo recandidatam-se para o triénio 2014-2016. A sintonia é total o que prova o bom relacionamento entre as estruturas e a partilha de projectos comuns."

"O Prof. José Manuel Silva ( Bastonário ), o Dr. Miguel Guimarães ( Secção Regional Norte ), juntamente com o médico vianense Dr. Nelson Rodrigues que é até agora o presidente da única lista candidata ao Conselho Distrital de Viana do Castelo sob o lema ‘ Unir para Agir ‘, vão visitar o Hospital de Sta. Luzia, o Hospital Conde de Bertiandos e ainda os Centros de Saúde de Viana, Darque e Ponte de Lima. O objectivo é falar com os colegas para um melhor levantamento das situações com que, na actualidade, se debatem.
O conhecido médico Nelson Rodrigues conta na sua lista com outros colegas de nomeada, entre os quais Alberto Midões, Manuel Afonso, Veiga Torres, Luís Belo, Dulce Leal e Elisabete Barbosa ( Arcos de Valdevez ), numa equipa abrangente em termos geográficos. De referir que os Delegados da Ordem nos locais de trabalho são conhecidos nos respectivos concelhos onde estão a funcionar os Centros de Saúde.
Para Nelson Rodrigues, a razão desta candidatura ‘ é prosseguir a tarefa iniciada há cerca de 6 anos que teve como propósito principal procurar e adquirir um espaço para instalar a Sede Distrital da Ordem dos Médicos ‘.  Tal objectivo foi concretizado em Junho passado com a sua inauguração que ‘ revelou a sua capacidade multifuncional, quer no domínio das artes e das ciências, quer no domínio do lazer ‘, contando com as visitas dos principais dirigentes nacionais e regionais, bem como com as presenças entusiásticas de muitos médicos de todo o distrito de Viana do Castelo. ‘ Sentimos uma verdadeira união entre pares construída neste projecto comum e, por este motivo, estamos em condições de prosseguir o nosso trabalho com redobrado empenhamento e entusiasmo, agora virado para a sua função essencial que é ter vida ‘, acrescentou Nelson Rodrigues.

IMPORTÂNCIA NAS PARCERIAS

‘ Sabemos que poderemos continuar a contar com os apoios do Conselho Regional do Norte e do Bastonário, nas pessoas dos nossos colegas Miguel Guimarães e José Manuel Silva, cujas recandidaturas apoiaremos e que tiveram uma total e permanente solidariedade com o Conselho Distrital e que permitiu a concretização do projecto a que então nos propusemos e cujos resultados estão à vista de todos ‘, admite com indisfarçável satisfação. Reconhecendo que ‘ não tendo uma ideia redutora de limitar a nossa intervenção à função Sede ‘, acrescenta, o recandidato Nelson Rodrigues que promete que defenderemos e contribuiremos para a afirmação da independência da Ordem dos Médicos, que se quer moderna, organizada, interventiva e pró-activa, representativa de todos os médicos portugueses pelo que continuam como nossos objectivos promover a qualidade e autonomia da Medicina, ancorada intransigentemente na ética e deontologia profissionais, mas que assuma sem hesitação a defesa do direito de todos os cidadãos à saúde. ‘ Em tom de compromisso para com os candidatos aos outros Órgãos, o principal responsável da Lista que concorre sob o lema ‘ Unir para Agir ‘, reitera que ‘ é esta a Ordem dos Médicos que queremos e por isso nos recandidatamos. Pugnamos para que com José Manuel Silva na liderança como Bastonário, Miguel Guimarães na Secção do Norte e eu próprio no Conselho Distrital, mais as suas equipas, possamos ser um exemplo para o país ‘.
No seu vasto programa, a Lista propõe-se entre outros pontos não menos importantes, manter e reforçar a proximidade com outras Instituições de índole profissional, sociocultural e desportivas, promovendo e apoiando a realização de iniciativas  conjuntas como acontece nas parcerias com a Ordem dos Advogados, dos Engenheiros,, dos Economistas, Polaris-Associação de Astronomia de Viana do Castelo e o Centro Cultural do Alto Minho, numa ‘ afirmação da universalidade da Ordem dos Médicos ‘, pode ler-se, ainda, no manifesto eleitoral."






CONFERÊNCIAS NO MUSEU DE ARTES DECORATIVAS, Viana do Castelo. Agenda.


FERNANDO PESSOA, OITO DÉCADAS ATRÁS.








NEVOEIRO
 
Nem rei nem lei, nem paz nem guerra,
define com perfil e ser
este fulgor baço da terra
que é Portugal a entristecer –
brilho sem luz e sem arder,
como o que o fogo-fátuo encerra.

Ninguém sabe que coisa quer.
Ninguém conhece que alma tem,
nem o que é mal nem o que é bem.
(Que ânsia distante perto chora?)
Tudo é incerto e derradeiro.
Tudo é disperso, nada é inteiro.
Ó Portugal, hoje és nevoeiro...


É a Hora!
                                                    Valete, Fratres

A ORIGEM E A FORMAÇÃO DA LÍNGUA PORTUGUESA (Vídeo) - Excelente.

domingo, 17 de novembro de 2013

O FUTEBOL DA NOSSA TERRA.


AF Viana do Castelo
1ª Divisão
Em Lanheses
2013.11.17

                            UD LANHESES, 3 - Bertiandos, 0
                                   (Resultado ao intervalo: 3-0)

              Se existia alguma expectativa quanto ao jogo hoje disputado no sintético do UD Lanheses, ela residia no facto de a equipa de Bertiandos ter conquistado os seis pontos dos dois confrontos da época anterior e causaram amargos de boca pelo risco que os locais correram de descer de divisão.

              O jogo desta tarde fria de Novembro viria a correr da melhor forma para os lanhesenses que  lograram bater a equipa do concelho de Ponte de Lima por um resultado concludente: três golos sem resposta obtidos todos no decorrer da primeira parte, período em que os vencedores foram bastante superiores aos visitantes. Na segunda metade o jogo perdeu muito do seu interesse, com ambas as equipas a produzirem um espectáculo de fraca qualidade agravada pela falta de golos, embora algumas oportunidades tivessem acontecido para isso, nas duas balizas há que reconhecer.



              O UD Lanheses abriu o marcador logo aos 5' com um golo de P. Leite que apareceu muito bem na área a corresponder a um centro de Faizão, o qual concluiu com um centro muito bem medido uma jogada vistosa por ele protagonizada pelo flanco direito; Pedrinha, aos 13' fez o 2-0, numa excelente jogada de ataque que envolveu três elementos do UDL e o nº 9 da casa concluiu, rasteiro, numa boa desmarcação, frente ao guarda-redes forasteiro; antes do apito para o fim da primeira parte, aos 44', Pedrinha voltou a marcar aproveitando algum desnorte da defesa adversária.


              Na segunda metade não houve golos como acima referi e o futebol praticado deixou bastante a desejar, tornando-se bastante confuso, atabalhoado e com muitas interrupções. Com o vento frio a incomodar, não foi pequeno o sacrifício para continuar no local até ao fim. Apesar de tudo, tanto os locais como o Bertiandos, dispuseram de algumas oportunidades de golo sobretudo quando o jovem Rocha, do Lanheses, viu um remate bater na barra com muita violência. Na baliza sul, umas vezes por ineficácia no remate ou por deficiente conclusão das jogadas, os lanhesenses desperdiçaram ocasiões flagrantes para aumentar os números do resultado pelas razões apontadas, mas, também, pela oposição do guarda-redes Pimenta, do Bertiandos, que esteve muito bem neste período.

PEDRINHA, com dois golos foi o "homem do jogo"
            

           João Carlos Costa, árbitro do encontro, só complicou (e terá exagerado) na amostragem de cartões amarelos. O mais surpreendente, segundo o que reparei, é que os primeiro cinco (!) foram exibidos aos jogadores da casa e nenhum aos visitantes, parecendo trazer para o jogo critérios diferentes para idênticas faltas. Se em relação aos dois primeiros dados aos jogadores da casa me pareceram acertados, já os três seguintes foram muito exagerados, tanto mais que os jogadores do Bertiandos, entretanto,  passaram incólumes em jogadas onde se justificava, pelo critério do árbitro Costa, igual penalização. Enfim, se este modo de arbitrar com cartões a cada falta é comum nos escalões maiores do futebol português, por que se pode exigir  a estes juízes dos regionais que actuem de outra forma? Na segunda parte "virou-se o feitiço contra o feiticeiro" e foram  os visitantes os mais amarelados.

ROCHA, ainda com idade de júnior, substituiu Lino na baliza e cumpriu.  
UDL alinhou: Rocha, Tico, Abílio, Jorginho, Bruno, cap., Faizão, P. Leite (75', Oliveira), Pedrinha (80' Caldas), F. Ribeiro (F. Costa, 54'), Peixe, Jorginho, Lomba.

GOLOS: 5'. P. Leite; 13' e 44', Pedrinha.

Amarelos a jogadores locais: Bruno, 67', 20', Pedrinha, Peixe, 37', Jorginho, 24', Lomba, 53'.


O livre de JORGINHO passou por cima da barra mas o guarda-redes do Bertiandos voou na direcção da bola.

ASSALTO DO UDLANHESES á baliza do sul na segunda parte, sem conseguir um único golo.






 
                          RESULTADOS E CLASSIFICAÇÃO GERAL


             
JORNADA 82013-11-10
Vila Fria ADI Cerveirah2h
Darquense ADI GD Moreira do Limah2h
Neves FC ADI UD Lanhesesh2h
Bertiandos ADI Atl. Arcosh2h
Melgacense ADI Ponte da Barcah2h
Vitorino de Piães ADI Castelenseh2h
AD Campos ADI ADC Correlhãh2h
Monção 1-0 SC CourenseSugerir Video
JORNADA 92013-11-17
Monção 1-1 Vila FriaSugerir Video
Cerveira 4-1 DarquenseSugerir Video
GD Moreira do Lima 0-3 Neves FCSugerir Video
UD Lanheses 3-0 BertiandosSugerir Video
Atl. Arcos 4-1 MelgacenseSugerir Video
Ponte da Barca 2-3 Vitorino de PiãesSugerir Video
Castelense 1-0 AD CamposSugerir Video
SC Courense 1-1 ADC CorrelhãSugerir Video



PJVEDGMGSDG
1Castelense228710177+10
2Atl. Arcos198611185+13
3Subiu 1 posições Cerveira177520163+13
4Subiu 1 posições Vitorino de Piães168512179+8
5Desceu 2 posições ADC Correlhã158431187+11
6Subiu 2 posições Neves FC138341115+6
7SC Courense139342119+2
8Desceu 2 posições Ponte da Barca137412149+5
9Subiu 2 posições UD Lanheses118323149+5
10Vila Fria108314811-3
11Desceu 2 posições AD Campos10831468-2
12Melgacense882241217-5
13Monção79216818-10
14Bertiandos38107624-18
15Darquense18017617-11
16GD Moreira do Lima18017327-24