quarta-feira, 31 de agosto de 2011

BOM TEMPO CHEGA A TEMPO À FESTA NO MILHEIRAL.

  • 6* Feira

    Céu limpo com poucas nuvens
    22°
    15°

    Céu limpo com poucas nuvens

  • Sábado

    Nuvens com abertas
    22°
    14°

    Nuvens com abertas

  • Domingo

    Céu limpo
    18°
    11°

    Céu limpo

     

                O tempo vai colaborar para que a FESTA NO MILHEIRAL tenha o colorido  e temperatura adequados ao ambiente que se pretende aconteça num evento desta natureza, ao ar livre e num Parque de muitas árvores frondosas e espaços relvados, propiciadores de excelentes momentos de descontracção, lazer e divertimento.

    video

                   (O vídeo que se insere não diz respeito à Festa

                    mas ajuda na preparação).

                 

                De acordo com a previsão meteorológica acima publicada, o sol vai voltar a brilhar com a intensidade própria da época de verão que ainda vivemos, devendo o céu azul de domingo apresentar-se na sua plenitude e esplendor para gáudio dos muitos visitantes que se espera venham ali acorrer.

     

                                  SENHA PRÉ-COMPRADA

                As senhas pré-compradas que dão direito a uma febra no pão e 1 (uma) bebida (fino ou sumo), estão à venda ao preço de 1,30€  podendo ser adquiridas na sede da Junta de Freguesia desde já. Porém, só terão aviamento a partir das 19H até às 20H.

                             SERVIÇO DE BAR NO RECINTO

                O piquenicão implica que os participantes usem o procedimento próprio destas refeições ao ar livre, preparando-se com os comestíveis, mesas e cadeiras articuladas que utilizam habitualmente. 

                As pessoas a quem não interesse esta forma de participar e não levam comida, podem fornecer-se num BAR organizado por voluntários da Casa do Povo de Lanheses, que deliberou desta forma colaborar com a organização da Festa cedendo os benefícios que vier a apurar. Deve-se ter em atenção que se a procura for excessiva poderá acontecer que se esgotem os alimentos disponíveis.

     

                                     

FEIRA RURAL NO MILHEIRAL.

              FALTAM TRÊS DIAS


              O actual estado do tempo não ajuda muito na preparação da FESTA DO MILHEIRAL, ainda que as previsões meteorológicas para daqui a três dias possam ser mais optimistas. Seria uma lástima que, depois de tanto empenho da organização em proporcionar um programa tão rico e variado e o envolvimento da população no evento, faltasse o calor e colorido da luz do Sol para premiar tanto esforço e dedicação.

              Continuam a chegar à Sede da Junta de Freguesia muitas ofertas da produção agrícola local, o que permite antever uma FEIRA RURAL  abastada em géneros, como legumes, batatas, cebolas, azeite, mel, plantas ornamentais e frutícolas, vinho verde, fruta, carne e chouriço de porco, a preços sempre muito aliciantes e convidativos e outros bens essenciais de consumo corrente.
              
               Várias rádios locais e meios audio-visuais foram convidados para divulgar o festival, estando previstos alguns "directos" a partir do Parque.

              
             

LADRÕES DE COBRE ASSALTAM CENTRO SOCIAL.

                                           Vista parcial do Centro Social (sul)

           Esta madrugada, o Centro Social em construção, foi objecto de assalto visando o furto de cobre da rede eléctrica que está a ser montada nas instalações. Segundo uma habitante das imediações, o roubo teria ocorrido cerca das 3h30 da manhã, altura em que o latir dos seus cães poderia significar a presença de pessoas estranhas nas imediações. Porém, não lhe terá ocorrido que algo de anormal se estava a passar pelo que não alertou as autoridades.

            Ao que pude apurar, compareceram nas instalações assaltadas a GNR do posto local que tomou conta da ocorrência e terá requerido a presença de uma brigada da PJ para pesquisa de pistas que comprometam os autores do roubo.

            Este é o segundo roubo de cobre ocorrido neste mês em Lanheses, (no início de Agosto foram roubados os fios da rede telefónica da Granja e Barreiro), vem aumentar o rol dos que têm ocorrido nestes últimos tempos no distrito de Viana do Castelo, com uma frequência alarmante e um à vontade dos bandidos que só parece preocupar os pacatos habitantes desta região.

           

terça-feira, 30 de agosto de 2011

NO MILHEIRAL, O MILHO É PARA TODOS!

            FALTAM 4 DIAS.


 
              

                     Só auto se exclui quem não tiver vontade de participar. O Parque Verde é um espaço público, não tem controle de entradas e o programa da festa está acessível a todos há já muitos dias. Os fins subjacentes à realização deste evento são transparentes: proporcionar um encontro de convivência e de divertimento a todos os que ali se vão concentrar e contribuir para o esforço que está a ser feito para levantar a Obra de solidariedade social já em fase adiantada de construção, nesta freguesia. 

             Só uma entidade como a Junta de Freguesia tem estrutura para liderar um evento desta natureza, no nosso meio. É uma iniciativa perfeitamente enquadrada no âmbito das suas competências, que não envolve gastos exorbitantes porque todo o trabalho exigido pelas obras e arranjos no espaço onde se realiza são levados a cabo com recursos próprios e a colaboração de voluntários, e os actores dos espectáculos participam neles espontaneamente.

             Todos podem contribuir para o brilho da Festa. Mas, quem mais se deseja que não falte, é o Sol...


segunda-feira, 29 de agosto de 2011

AVANTE, P´RO MILHEIRAL!

            FALTAM 5 DIAS.


                                Passeio do Por-do Sol (do Lima à Serra d'Arga).

            Talvez não venha a ter as proporções da que está  ser preparada lá para as bandas do Seixal, mas a nossa Festa do Milheiral que está a ser levantada no Parque Verde de Lanheses, logo ali ao findar da Avenida Rio Lima e bem pertinho da sua margem direita, no sítio da Passagem, vai pelo menos igualar em participação e animação a que vai decorrer na margem esquerda do Tejo.

             Quem se deu à curiosidade de passar uma vista de olhos pelo programa dos eventos que vão realizar-se no dia 4 do próximo mês de Setembro, daqui a apenas 5 dias, vai encontrar com absoluta certeza convincentes razões para lá estar, juntando a sua às muitas famílias que ali vão estar para formar o grande piquenicão da solidariedade jamais ocorrido na nossa comunidade.

                                                Eira para espectáculos

             Há já alguns dias a esta parte que vêm a decorrer no amplo espaço do Parque, variadas obras de requalificação e apetrechamento de estruturas para satisfazer as necessidades básicas apropriadas à fruição por parte dos utentes que ali vão comparecer. O espaço foi aumentado, algumas mesas foram acrescentadas às já ali existentes, foi instalada água canalizada da rede pública, estão a ser colocadas placas de sinalização dos acessos aos recintos onde decorrerem os espectáculos, seguindo-se a colocação de bancas e barracas para a venda de produtos que estão a ser oferecidos por particulares. Será prudente levar as típicas cadeiras e mesas tão populares neste género de convívio, por ser previsível não bastarem as que lá estão colocadas e permitirem escolher a melhor sombra e comodidade em assistir aos espectáculos programados.

                                                O caramanchão.

             A abertura da Festa do Milheiral ocorrerá às 12 horas e vai prolongar-se até às 20 horas. O serviço de venda de febras em pão ocorrerá entre as 19h e as 20h. A organização do evento não tem previsto o fornecimento de produtos alimentares fora da hora atrás referida.


                                                     Símbolo da água potável.

             Todos os espectáculos previstos têm hora e local diferentes pelo que é aconselhável tomar conhecimento prévio da sua realização a fim de as movimentações serem feitas atempadamente.


                                     Oxigénio e verde, sem medida (nem custo...)

sábado, 27 de agosto de 2011

O COELHO RADIOACTIVO NA FESTA DO MILHEIRAL.

            FALTAM SETE DIAS







   SENHAS PRÉ-COMPRADAS                                         Até 3/Setembro.................................................. 1,3€
                                                          (1 febra no pão+bebida -fino/sumo)
                                                                Apenas entre as 19h e as 20h










Coelho quer "arrasar" Milheiral. Não, não se trata do coelho da horta mas sim do Radioactivo que actuará na Festa do Milheiral, no dia 4 de Setembro em Lanheses.






                                         






sexta-feira, 26 de agosto de 2011

AINDA HÁ MARIONETAS PARA ADOPTAR.

http://4.bp.blogspot.com/-zinrxO8zr90/TlYmA7kV3SI/AAAAAAAAFE8/7lLs9kt1gik/s1600/HPIM4342.JPG
«««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««
    FALTAM OITO DIAS, PARA O PIQUENICÃO NO MILHEIRAL! NÃO FALTE!
»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»



                Estive esta tarde no Museu das Marionetas na Rua Gago Coutinho, nº 128, r/c, à Capela das Malheiras, em Viana do Castelo, tendo constatado que algumas das marionetas construídas graças à disponibilidade e irreverência de pessoas com muitos anos de experiência mas que gostam de a partilhar, já cativaram compradores dos mais diversos pontos do país e também do estrangeiro, outras ainda aguardam por uma "adopção" que fará multiplamente feliz quem as levar, mas, também quem as construiu com o objectivo de colaborar na Obra Social Riba Lima, a favor de quem reverte a quase totalidade do seu modesto custo.


              Quem ainda não teve oportunidade de fazer uma visita ao lindíssimo espaço do Museu da Marioneta, um dos dois únicos que existem em Portugal (o primeiro está em Lisboa), não deve perder esta oportunidade para lá ir com os filhos e netos, porque o tempo não será dado (acreditem!) por perdido. E, depois, se decidirem "adoptar" um dos modelos ainda lá expostos (já não são muitos mas são todos muito lindos e dançam tão bem) guardarão uma linda recordação de uma acção de benemerência a favor da Obra Social e  Creche, por que todos ansiavam há muito e vêem agora, dia a dia, a concretizar-se.

              

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

PROGRAMÃO PARA O PIQUENICÃO, DE 4 DE SETEMBRO.

            FALTAM 9 DIAS.
                                 NO PARQUE VERDE, EM LANHESES (Viana do Castelo)




(Clicar sobre o programa para aumentar)

FALECIMENTO.



            LUÍSA CASTRO DE SOUSA, viúva, de 95 anos, com domicílio no Lugar da Corredoura, desta freguesia faleceu, ontem, quarta-feira, dia 24, por motivo de doença.

            O funeral desta nossa conterrânea vai realizar-se, hoje, quinta-feira, 25, pelas 17h30, saindo o corpo da Capela de Nossa Senhora da Esperança onde se encontra exposto para a Igreja Paroquial, onde será celebrada uma missa de corpo presente, finda a qual irá a sepultar no cemitério local.

            À família da extinta apresento as minhas condolências.

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

FESTA NO MILHEIRAL


           FALTAM 10 DIAS




                 No PARQUE VERDE desta freguesia vai decorrer no próximo dia 4 de Setembro, um grande picnique que se prevê venha a juntar muitas pessoas não apenas desta localidade como de Vila Mou, São Salvador da Torre e Meixedo, as freguesias que estão associadas na construção do Centro Social Riba Lima, atendendo a que toda a receita que vier a ser apurada nas actividades e vendas de produtos que ali vão ocorrer revertem a favor da Obra em curso.

                  Toda a actividade decorrerá no frondoso espaço junto à margem do Lima, no Lugar da Passagem, perto do ancoradouro do barco água-arriba “Lanhezes”, e que tem vindo de há dias a esta parte a ser objecto de melhoramento das  condições  de utilização, com a dotação de mesas, barbecue gigante, água potável e calcetamento de acessos e outros arranjos, de modo a proporcionar as melhores condições aos frequentadores habituais ou das festas como a que agora ali vai decorrer.

                   A FESTA DO MILHEIRAL, como está a ser designada, começa às 12 horas do dia 4 de Setembro e só terminará por cerca das 21 horas, espaço durante o qual decorrerá o desfile de várias acções que compreendem, além do picnicão, exposições, ateliers, música, dança e teatro, jogos e actividades desportivas,  com a intervenção do Teatro Panmíxia, do Porto, Marionetas, Artistas e Objectos, de Viana do Castelo, Academia JaDança, Viana, Escola de Música amadeus, de Darque, Bombos de Santa Marta de Portuzelo, Grupo de Concertinas, de Lanheses e Ponde de Lima, The 1969 Revolutionary Orgy, Braga e o Coelho Radioactivo, de Aveiro, entre outros, cujas participações estão à espera de serem confirmadas. Haverá, também, as habituais tasquinhas e feiras de venda de produtos da lavoura local.

                Para os que não conhecem a localização do Parque, informa-se que, a partir do Largo Capitão Gaspar de Castro (Benemérito), Centro Cívico de Lanheses, o acesso ao local é feito pela Avenida Rio Lima, a qual começa junto à estação dos CTT e termina no local onde o festival vai acontecer.

                   A organização do evento está a cargo da Junta de Freguesia e vem sendo preparada há já algum tempo com a maior atenção dadas as suas proporções e a logística que requer.

segunda-feira, 22 de agosto de 2011

PICNICÃO NO PARQUE VERDE DE LANHESES.

FALTAM 12 DIAS PARA A FESTA DO MILHEIRAL NO

PARQUE VERDE, EM LANHESES.


sábado, 20 de agosto de 2011

EDIFÍCIO DO CENTRO SOCIAL EM CONSTRUÇÃO.

Voltamos a inserir fotografias actualizadas da obra em execução do Centro Social, de Dia, Apoio Domiciliário e Creche, para informar os interessados neste empreendimento de grande alcance social, do estado do crescimento actual do edifício cuja imponência e grandeza são, dia a dia, cada vez mais evidentes. Recorde-se que esta fase dos trabalhos prevê a conclusão de toda a estrutura do complexo, mas apenas o infantário tem garantido o seu acabamento. O desenvolvimento dos trabalhos e a sua conclusão respeitantes ao edifício onde vai funcionar o Centro vai depender da disponibilidade financeira para custear as despesas.
Conforme tem vindo a ser divulgado pela voz do presidente do Centro Social Riba Lima, o padre Daniel Rodrigues, todos os encargos assumidos perante o construtor até agora estão saldados, com recurso a empréstimos contraídos com particulares e ás comparticipações voluntárias angariadas EXCLUSIVAMENTE nesta freguesia, cujo montante ascende já a mais de OITENTA MIL EUROS, prevendo-se que até final deste ano aquele valor chegue aos cem mil euros. Notável.

Embora esteja aprovada a comparticipação estatal para o infantário, ainda não foi disponibilizado qualquer montante da verba atribuída.
Ainda segundo aquela fonte estão a ser desencadeadas acções de sensibilização junto das populações das freguesias parceiras neste projecto, nomeadamente, Vila Mou, São Salvador da Torre e Meixedo, com o fim de motivar e suscitar uma mais forte e comparticipada adesão ao projecto por parte dos seus habitantes, do qual se não devem dissociar sem prejuízo dos efeitos que, no futuro, essa atitude possa provocar.



quinta-feira, 18 de agosto de 2011

INAUGURADA EXPOSIÇÃO FOTOGRÁFICA SOBRE A EVOLUÇÃO DO FUTEBOL EM LANHESES.


Em pé, da esquerda para a direita: Xico do Vale (treinador), Rocha, g.r., Remígio Costa, Artur Vale, Zé da Campela, Ramiro Vale e João Ramos; em baixo: Xico Rua, Janota, Gomes, Rogério Dantas Rio e Adriano.




Numa interessante iniciativa de Paulo Arieiro Dantas Rio, está desde agora aberta ao público na sala principal da Casa do Povo de Lanheses, uma exposição que conta a história da evolução do futebol nesta freguesia através de fotografias, troféus, cartazes e fichas de inscrição de jogadores, desde que começou a ser praticado com alguma organização até meados da década de setenta.
É uma viagem ao passado conduzida através de imagens fotográficas, que retratam os intérpretes que se empenharam em impor a prática desportiva em Lanheses através de um desporto que suscitava na população grande entusiasmo e constituía, ao tempo, o principal divertimento do nosso meio.

Da esquerda para a direita: Rogério Agra,
Remígio Costa, Gomes, Janota e Rogério Dantas.

A exposição é dinâmica
e será aumentada à medida que novos elementos forem pesquisados e seleccionados, podendo ser visitada durante as horas normais de funcionamento sendo possível obter informações sobre o acesso ao local no BAR da Casa do Povo. A entrada é livre.


FALECIMENTO.




BENILDE RODRIGUES CERQUEIRA
, de 68 anos de idade, casada, com domicílio na Rua Central (ao Estádio do UDL) faleceu, em França onde residia com a sua família, vitimada por doença com a qual se vinha debatendo há cerca de dez anos. Pertencia à família de Cândido Cerqueira, residente que foi no Lugar da Corredoura, sendo a mais nova de cinco irmãs.

O funeral desta nossa conterrânea ocorrerá amanhã, sexta-feira, dia 19, pelas 18 horas, decorrendo as cerimonias fúnebres na Igreja Paroquial, onde será celebrada missa de corpo presente finda a qual irá a sepultar em campa da família no cemitério local.
.

quarta-feira, 17 de agosto de 2011

RAUL E GEMIEIRA, VENCEDORES DO TORNEIO DA PETANCA.

Um ponto com nó.

Terminou o torneio de PETANCA que vinha a decorrer no logradouro do Café do Berto, no Largo da Feira, com a vitória da dupla RAÚL - ZÉ DA GEMIEIRA, que venceu na final o par CANINHAS-ANTÓNIO REBOUÇO, pelo resultado de 13-7. O derradeiro jogo que determinou o vencedor de mais um torneio deste desporto que desperta, nesta altura, um grande interesse o nosso meio, teve 45' de duração e um vencedor justo segundo o que se podia concluir da opinião manifestada por alguns espectadores presentes.

Ainda bem que não há marcador electrónico...

A partida foi antecedida do jogo da meia-final, tendo-se defrontado a equipa constituída por Miro Vale e Elias Castro e a de Fiúza - Leitão, tendo esta saído vencedora por igual resultado (7-13) e foi realizada em 23'.

A "petit" já foi lançada para o início da partida

Medição "a olho" para apurar o ponto.

A classificação final das equipas ficou assim ordenada:

1ª - RAÚL - ZÉ DA GEMIEIRA
2º - CANINHAS - ANTÓNIO REBOUÇO
3º - FIÚZA - LEITÃO
4º - MIRO VALE - ELIAS CASTRO.

Assistentes.

Bancada Central.

Como é de tradição, todos os elementos participantes vão estar num jantar-convívio (uma "cabritada" à moda de Santo Antão), durante o qual vão ser entregues as Taças e prémios ganhos pelas 4 melhores equipas.

"AS ORIGENS DO FUTEBOL EM LANHESES", EM EXPOSIÇÃO FOTOGRÁFICA.

         

            VAI ABRIR AMANHÃ, quinta-feira 18, na Casa do Povo de Lanheses, uma Exposição fotográfica e documental consignada ao título de "AS ORIGENS DO FUTEBOL EM LANHESES", que contempla o período entre os anos de 1932 a 1975 que corresponde, em grande parte, à época em que ele foi praticado na dependência da Casa do Povo, sob a presidência de Francisco Dias de Carvalho.


            A iniciativa decorre sob a coordenação e orientação de Paulo Rio, estando a abertura prevista para as 21h, devendo estar à disposição dos visitantes até ao fim do corrente mês de Agosto.

            A divulgação destes dados sobre uma actividade que tem vindo a apaixonar os lanhesenses há já dezenas de anos reveste-se de muito interesse, não apenas para os muitos praticantes que passaram pelo Grupo Desportivo da Casa do Povo de Lanheses ainda vivos mas, também, para os familiares daqueles cuja memória é digna de ser homenageada.

            

           
                                             UMA DAS CURIOSIDADES DA EXPOSIÇÃO
            

terça-feira, 16 de agosto de 2011

PETANCA: O JOGO QUE "MATOU" O CHINQUILHO.

                                                Campo nº 1
.
                                                              Uma equipa em acção.

                                                              Lançamento.

                                              Espectadores observam e dão palpites.

    Definitivamente, o jogo da PETANCA venceu o do tradicional e genuinamente português CHINQUILHO, por força da divulgação que lhe vem sendo dada nesta freguesia por lanhesenses que trabalham na Europa, designadamente em França e que, de férias nestes meses de Varão, o praticam entre nós como passatempo preferencial, com a participação entusiasta dos que aqui residem habitualmente.

          Nos primeiros tempos em que se iniciou a sua prática há já bastantes anos atrás, o jogo decorria nas placas do Largo da Feira, o Centro Cívico, cujo terreno liso e arenoso, era propício à sua prática para além de que tinha sempre muitos espectadores para comentar e incentivar os jogadores nos torneios por eles organizados. Com a colocação de empedrados e ajardinamento das superfícies no espaço, o local perdeu as condições necessárias para este divertimento e os praticantes foram obrigados a adoptar alternativas.

                                                   "Café do Berto", cede o recinto.

          Por iniciativa do proprietário do CAFÉ DO BERTO, foi adaptado um logradouro existente nas traseiras do estabelecimento onde, actualmente, por esta altura, decorrem disputadíssimos torneios com algumas dezenas de inscritos, entre residentes habituais e sazonais, por equipas, com registo de classificações e prémios aos vencedores. Estas competições, terminam habitualmente, com uma monumental cabritada onde reina a boa disposição e se discutem as incidências do popular desporto.

          Esta tarde estão a decorrer os últimos jogos para apuramento dos finalistas que amanhã vão disputar os lugares no podium. O recinto está dividido em três campos com várias equipas a actuarem em simultâneo, enquanto outros jogadores aguardam pelo momento de entrar em prova.

                                          CANINHAS é craque (dizem...)

                                                       Está calor...

                                                 À espera de vez.

                                         Concentração total. É o Miro...

                                                         Estilo e expectativa.

                                             Ponto ao milímetro. O Raul não facilita.

          Mudam-se os tempos, mudam os gostos e os hábitos das pessoas. O jogo da malha, ou chinquilho, que fazia as delícias dos lanhesenses até aos anos sessenta, foi relegado para o rol dos divertimentos em desuso, pelo menos por aqui. E, em vez do meco com que se intentava derrubar, colocado a uns vinte metros, com um lance certeiro da malha que se soltava da mão do atirador, são agora as bolas de criação provençal, de aço estriado e de peso aproximado entre 625 a 800 grs., em número que varia entre sete e oito consoante os jogadores que formam as equipas, procuram aproximar-se da boliche de madeira, previamente arremessado por um dos jogadores a uma distância variável mas relativamente curta,  com uma dimensão entre 2,5 a 3,5 cm, para conquistar os pontos para vencer a partida.

                                                 Olhem só esta pose!

                                  Publico, hoje, algumas imagens do torneio, deixando para 
                                  amanhã outras que revelarão dos vencedores do torneio.

                                       Estas, são bolas de brincar.